Arquiteta e designer paulista assina Legacy City Home, que será construído no Parque Areião

Patricia Anastassiadis é arquiteta e designer reconhecida internacionalmente (Foto: Divulgação)


Um dos nomes mais versáteis e badalados do mercado brasileiro atualmente, a arquiteta e designer Patricia Anastassiadis é um dos destaques do Legacy City Home, novo empreendimento da City Soluções Urbanas e da O.M. Incorporadora em Goiânia. Os primeiros detalhes sobre o projeto foram revelados durante um bate-papo da profissional com o arquiteto Victor Tomé, que também assina o projeto. Na conversa, transmitida por meio de live no Instagram, Patricia adiantou que a natureza vai ser uma presença marcante no residencial, que será construído em área de 3 mil metros quadrados na região do Parque Areião, no Setor Marista.

“Eu sempre prezo pelo natural. Gosto dos elementos naturais, como a pedra, a madeira. Esses materiais trazem energia e força. O prédio está incrível e eu acho que consegue relacionar o espaço e o comportamento das pessoas, de acordo com as experiências que serão vividas naquele ambiente. A intenção é que a hora que você pise na sua casa, seja um momento de descompressão, de conexão. E também trabalhamos muito a relação com o verde, com o ambiente externo. É uma composição muito rica. Luxo é definido pela qualidade, e isso o Legacy tem de sobra”, revelou Patricia, responsável pelos ambientes anteriores e concepção do projeto.

Durante a live, Victor Tomé ressaltou que um dos primeiros desafios da City e da O.M. foi estabelecer conceitos diferenciados e que transformassem o Legacy em uma proposta única e exclusiva em Goiânia. Segundo ele, o envolvimento de Patricia foi fundamental para alcançar a intenção de criar um projeto com foco no aconchego e nos detalhes. Um dos destaques é a parceria com a Artefacto, principal marca de móveis de luxo do Brasil, para compor o mobiliário das áreas comuns do empreendimento.

“A Patricia tem um olhar muito especial para a iluminação e para as texturas. É um trabalho minucioso, absolutamente sofisticado. Trouxemos itens diferenciais para o Legacy que são propostas muito novas para o mercado. Ainda não soltamos muitos detalhes sobre o empreendimento, mas todo mundo já está muito curioso e empolgado com a nossa ideia. Nosso maior intuito é que o cliente se sinta abraçado pelo projeto”, afirmou Victor Tomé.

Outro aspecto de destaque do Legacy City Home é a proposta de “casas suspensas”, que busca trazer a experiência de uma casa para o apartamento. Para Patricia, a pandemia ressaltou a necessidade de ter uma casa versátil, que possa se relacionar com os seus moradores de diversas formas. De sua vivência e reflexões durante o isolamento social, ela repensou aspectos como percepção, ergonomia e uso dos espaços.

“A planta do apartamento me remeteu a uma casa. E trabalhamos essa ideia, de conexão maior com o espaço. Estar perto da natureza é uma oportunidade gratificante, e a conexão com o exterior é um caminho sem volta. Trabalhamos a quatro mãos nesse projeto para ressaltar essa relação. Definitivamente é uma casa, não é apenas um apartamento. E a pessoa vai perceber o valor disso no dia a dia. Eu parabenizo a City e a O.M., porque o projeto está realmente impecável.

Outros elementos abordados por Patricia no empreendimento goiano serão reflexo de sua vivência com o setor de hotelaria, onde assinou projetos de ambientes interiores de hotéis como o Grand Hotel du Cap-Eden-Roc, na área mais glamourosa da Riviera Francesa, e o Palácio Tangará, atração de São Paulo pelo requinte e sofisticação. O Legacy City Home terá unidades de 270 a 695 metros quadrados, sendo 4 ou 5 suítes, com vista nascente para o Parque Areião.