Devido à crescente violência urbana, principalmente nas grandes cidades, medidas de segurança se fazem necessárias nas casas e condomínios. Uma das alternativas que ganhou adeptos é o acesso por meio de biometria na portaria dos condomínios




Estas utilizam das características físicas pessoais como forma de assegurar que somente pessoas autorizadas entrem no condomínio, afinal o ser humano possui traços únicos.

O método tem se mostrado muito seguro, uma vez que o próprio corpo da pessoa se torna uma senha de acesso. Porém essa prática vem dividindo opiniões, por possuir também desvantagens além dos benefícios.

Vantagens do uso da biometria na portaria dos condomínios


1. Praticidade

O fato de não precisar usar chaves, cartões ou senhas para entrar em casa pode ser muito prático. Evita também a perda das chaves ou cartões, ou o esquecimento das senhas. Com o acesso por biometria, a chave está sempre com você, em seu próprio corpo.

2. Segurança

Somente as pessoas previamente autorizadas e cadastradas podem acessar o condomínio. A chance de fraude ou enganos são muito menores. Se alguém não autorizado tentar acessar a portaria, o sistema automaticamente acusará o erro. Isso também assegura o trabalho dos porteiros, por ajudar a evitar enganos.

3. Controle e registro de acesso

Garantir e controlar que apenas pessoas autorizadas acessem o prédio é muito importante, principalmente para a segurança das crianças residentes. Ter o registro com o horário que cada pessoa entrou no condomínio pode ser a prevenção e a resolução de problemas de segurança.

Pode ser usado também para registrar os carros que entram e saem da garagem dos condomínios, para verificar se não existe nenhuma pessoa entrando sem autorização ou sem a companhia de um morador.

4. A longo prazo, pode ser econômico

Por conta de ser um sistema virtual, tem a redução da mão de obra. A longo prazo, pode resultar em diminuição do custo da taxa de condomínio para os moradores.

Desvantagens do acesso por biometria

1. A biometria não é isenta de falhas

Por mais que seja um sistema seguro, não está totalmente isento de falhas. O sistema pode apresentar falhas comuns, ou até pode sofrer fraudes. Os dados podem ser hackeados ou alterados digitalmente.

2. Apresenta algumas dificuldades

Este modelo ainda não é muito utilizado, mas no caso da biometria com reconhecimento da íris, que é mais seguro do que o acesso com a impressão digital, uma pessoa com catarata não poderia acessar o condomínio, pois o sistema não iria reconhecer sua íris.

Além disso, o sistema tende a ser mais lento, principalmente por conta de problemas com a rede/internet. A rede pode oscilar, falhar, interferindo na qualidade e agilidade do serviço. Além da lentidão, a oscilação e falta de rede pode até causar que o sistema não consiga operar. Mas esse problema pode ser sanado, ao contar com serviço de qualidade oferecido pelas melhores empresas.

3. Envolve alguns riscos financeiros

Implantar esse sistema de segurança no condomínio necessita de um grande investimento inicial. Se o condomínio está sofrendo com inadimplências, talvez não seja o melhor custo-benefício implantar esse tipo de sistema. Além dos custos de implantação, tem de se levar em conta os custos de rescisão de contrato dos funcionários dispensados.

Como você pode notar, as vantagens superam as desvantagens que, ao contar com produtos de qualidade, podem ser evitadas. Além disso, os moradores podem aumentar a proteção e contar também com a proteção do seguro de casa , já que oferece outras vantagens, como cobertura contra furto, roubo, danos elétricos, queda de raios, incêndio, explosões e outras.

Então, o que você acha sobre investir nesse sistema?

Fonte: Seu Condomínio.