Manifestantes ateiam fogo e depredam unidade do Carrefour em São Paulo


source
carrefour
Divulgação

Manifestantes depredaram unidade do Carrefour

Revoltados com a  morte de João Alberto, homem negro que foi espancado por seguranças de uma unidade do Carrefour em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, manifestantes se reuniram no vão do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista, para a realização da 17º Marcha da Consciência Negra.

Reunido, o ato se dirigiu para o Carrefour da Rua Pamplona, no bairro dos Jardins, onde atiraram pedras contra a janela do supermercado, quebraram produtos e atearam fogo. Um veículo estacionado no local também foi danificado.

Acompanhando o protesto, a Polícia Militar não interviu, apenas fechou parte da rua para que os manifestantes deixassem o local. O mercado precisou fechar as portas ainda com clientes dentro da unidade.

Confira vídeos do protesto abaixo:


Felipe Viana

Felipe Viana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *