Aplicativo da 99 vai permitir que usuários combinem caronas; veja como


source
99
Foto: Reprodução/Internet

99 lança opção de caronas

A 99 , que já oferece serviços de táxi e carro particular, entra para o mercado de caronas compartilhadas . A novidade passa a valer, por enquanto, apenas nas cidades de Florianópolis e Porto Alegre, onde passa a operar a partir do próximo dia 19.

Com o 99Carona , usuários poderão combinar caronas no aplicativo. Quem quer oferecer a viagem tem que se cadastrar com antecedência, e só pode dar até cinco caronas por dia. 

O preço pago pelo passageiro será calculado pelo próprio app , que faz o intermédio da transação. O sistema vai levar em conta a distância percorrida e custos fixos do carro, tornando a viagem vantajosa para ambos os lados. 

“Com o lançamento, passamos a oferecer mais uma opção de deslocamento segura, acessível e que conecta pessoas com interesses em comum, criando um senso de comunidade, além de expandir as opções que contribuem para facilitar a mobilidade urbana nas cidades, com menos carros circulando com apenas uma única pessoa”, afirma Davi Miyake, diretor-geral de Operações e Produtos da 99. 

A empresa ainda diz que realizou uma pesquisa com seus usuários e descobriu que 86% deles têm interesse em caronas por ser uma opção mais confortável, acessível e segura, em relação à Covid-19 . “O 99Carona também passa a ser mais uma modalidade para atender as pessoas que, neste momento de pandemia, precisam sair de casa e buscam alternativas para evitar aglomerações, além de fomentar o uso do carro como um bem compartilhado”, detalha Davi. 

Para encontrar alguém para dividir a viagem, vai bastar cadastrar os detalhes da corrida direto no aplicativo . A inteligência artificial da 99 vai cruzar as informações e mostrar motoristas ou passageiros que se encaixam, permitindo a escolha. 

Por enquanto, o sistema só vai permitir viagens dentro das cidades selecionadas. A 99 promete, no entanto, caronas intermunicipais e ativação do 99Carona em outras cidades até o final deste ano.

Felipe Viana

Felipe Viana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *