Alpinista morre após ser atingido por pedra que caiu de paredão durante rapel


source
alpinista
Reprodução

Além de alpinismo, Lucas de Zorzi gostava de praticar outros esportes radicais

Um acidente durante um rapel no Cânion Espraiado, localizado na Serra de Santa Catarina, no último domingo (11) deixou um alpinista morto e outro ferido após uma pedra deslizar e atingi-los, deixando ambos pendurados a uma altura de 200 metros.

Segundo informações da Polícia Militar, que realizou o resgate da dupla, a operação durou cerca de seis horas por conta de dificuldade de acesso ao local. Um dos socorristas teve que descer do helicóptero por uma corda para conseguir alcançar os alpinistas , que foram encaminhados ao hospital. Porém, Lucas de Zorzi, de 39 anos, não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.

Zorzi era diretor de uma empresa de equipamentos para a indústria madeireira e um apaixonado por esportes. Entre as modalidades que praticava estava o Wingsuit Artístico, esporte em que foi campeão Brasileiro em mais de uma oportunidade, detinha recordes sul-americanos, além de atuar como instrutor.

Após a divulgação da morte, o clube de  Wingsuit em que ele trabalhava divulgou nota de pesar e o definiu como “grande irmão, amigo incrível, pai e marido dedicado, que na qualidade de atleta estava entre os melhores do esporte”.

Felipe Viana

Felipe Viana