Na TV, Paes e Crivella se atacam, e candidato do PSL cola em Bolsonaro


source
paes
Agência Brasil

Na TV, Paes e Crivella se atacam, e candidato do PSL cola em Bolsonaro

No primeiro dia de propagandas eleitorais no Rio de Janeiro, o atual prefeito da cidade e candidato à reeleição, Marcelo Crivella (Republicanos), citou a gestão do seu antecessor, Eduardo Paes (DEM), e o responsabilizou por não ter conseguido fazer mais no cargo.

Já Eduardo Paes adotou um discurso mais brando, antes de alfinetar Crivella. Ele afirmou que não pode ser responsabilizado por denúncias e atos de corrupção cometido por ex-aliados políticos.

Crivella afirmou que, quando assumiu a prefeitura, a cidade estava “quebrada” e responsabilizou seu advesário por isso.

“Quando assumi a prefeitura, me deparei com funcionários condenados por corrupção, crise financeira, e uma receita que caiu quase R$ 10 bilhões, além de ter que pagar empréstimos de R$ 5 bilhões. Com todas as dificuldades, não deixamos o Rio quebrar”, afirmou Crivella.

Crivella também usou a imagem de Jair Bolsonaro em sua propaganda, apesar de não ter feito nenhuma menção direta ao presidente.

Já Eduardo Paes, chegou a citar o nome do ex-governador Sérgio Cabral, que se encontra preso por corrupção e foi um dos seus aliados durante dois mandatos. Ele afirmou que não se deve julgar uma pessoa por ser amiga de outra que seja condenada.

“Desonesto, eu não sou. Não se acanhe em pedir votos. As denúncias que fazem contra mim não param de pé. Odebrecht, Cabral, nenhuma delas. Eu nunca cometi qualquer ilegalidade. Ninguém deve ser condenado por alguém por ser colega de alguém. A sociedade não suporta mais um novo Crivella, um novo Witzel, amadores sendo eleitos”, afirmou.

O candidarto do PSL, Luiz Lima, também tentou associar sua imagem a do presidente Bolsonaro. Embora não tenha manifestado apoio direto a nenhum candidato à Prefeitura do Rio, o presidente foi mencionado pelo candidato do PSL.

Bolsonaro rompeu com a legenda pela qual se elegeu em 2018 e dois de seus filhos se filiaram ao Republicanos de Crivella.

O candidato Luiz Lima afirmou que já foi eleito deputado federal ao lado de Bolsonaro. “Fui eleito deputado federal ao lado do Bolsonaro, que me chamou para ser vice-líder (do governo) na Câmara, e também aceitei o desafio de ser prefeito”, disse.

Felipe Viana

Felipe Viana