Blackface: professor se desculpa por usar máscara, e Santa Casa abre sindicância


source
Professor que usou máscara preta se desculpou pelo ato
Reprodução

Professor que usou máscara preta se desculpou pelo ato

O professor Ronald Palotta se pronunciou nesta sexta(9) após a polêmica envolvendo o uso de uma máscara preta  em uma aula online ministrada por ele na Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo, que anunciou sua suspensão. 

“Gostaria de expressar a todos os meus pedidos de desculpas e esclarecer o ocorrido. A utilização da máscara tinha por finalidade apenas demonstrar que se tratava de uma encenação, sem qualquer referência à raça do personagem que tentei no meu amadorismo representar”, afirmou Ronald, em uma nota enviada ao portal UOL.

Na última terça(6), durante uma aula de propedêutica, o professor usou uma máscara preta para simular ser um paciente do Sistema Único de Saúde(SUS).

“Eu não como essas comidas de fraco daqui do SUS não, sabe? Eu não como não. Eu como comida de macho, de macho. Você tá entendendo?”, afirmou o professor, que também é médico, durante a aula. Alunos gravaram e denunciaram os atos à direção da faculdade.

Na última quinta(8), a Faculdade anunciou ter aberto uma sindicância interna para apuração dos fatos, que poderiam levar ao afastamento de Ronald.

Nesta sexta(9), por meio de nota enviada ao UOL, a Santa Casa anunciou a suspensão do professor de suas atividades por até 60 dias.

“A Sindicância, que assegura ao médico o exercício da ampla defesa e do contraditório, tem a duração máxima de 60 dias. Durante a sua duração, o professor está suspenso de suas atividades didáticas. A Direção da Faculdade também comunicou o Núcleo de Direitos Humanos e Combate à Intimidação Sistemática (Bullying) da instituição, para as providências que essa instância julgar necessárias”, aponta o comunicado.

Palotta ainda afirmou que não sabia da origem racista do Blackface , e que sua intenção não era discriminar ou ser preconceituoso:

“Ao compreender o que isso representa hoje, me sinto constrangido, mas ao mesmo tempo reafirmo que jamais tive a intenção de ofender. Trata-se de uma inocente e infeliz escolha”, lamentou.

Felipe Viana

Felipe Viana