PF conclui Operação Muçambê IV contra prática de plantios de maconha no sertão nordestino


Salgueiro/PE – A Polícia Federal, em conjunto com a Polícia Civil, Polícia Militar de Pernambuco (Grupamento Tático Aéreo e BEPI-Batalhão Especializado de Policiamento do Interior) e Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco e da Paraíba,  vem promovendo ações de identificação e consequente erradicação de plantios de maconha no sertão pernambucano.

Desta vez foi concluída a Operação Muçambê IV, que ocorreu entre os dias 15 a 29 de setembro/2020, onde conseguiu-se erradicar 367 mil pés de maconha, apreender 156 kg da droga pronta para consumo, destruir 137 plantios, além de 20 Kg de sementes. Os plantios foram localizados através de levantamentos feitos pela Polícia Federal em algumas ilhas dos Rio São Francisco, na Região de Orocó, Cabrobó, Carnaubeira da Penha, Floresta e Belém do São Francisco no sertão pernambucano

Também foi preso no último dia 26/9 um suspeito de ser responsável por cultivar uma roça com aproximadamente 2 mil pés de maconha. Na propriedade também foi encontrado cerca de 50 quilos da droga pronta para o consumo, além de uma grande quantidade que estava em processo de secagem.

No momento da abordagem, o suspeito tentou se evadir do local, porém foi interceptado, preso e conduzido para a Delegacia de Polícia Federal em Salgueiro, onde foi autuado em flagrante por tráfico, e caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão. Sua prisão preventiva foi decretada na audiência de custódia e em seguida foi conduzido para a Cadeia Pública de Salgueiro, onde ficará a disposição da Justiça.

Caso os 367 mil pés fossem colhidos, prensados e colocados no mercado consumidor daria para se produzir aproximadamente 122 toneladas de maconha

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Pernambuco

Contato: (81) 2137-4076
E-mail: cs.srpe@dpf.gov.br

 

***Muçambê é um pequeno arbusto da família das Caparidáceas provido de espinhos nos pecíolos das folhas, ocorrendo nas caatingas dos estados do nordeste.

Felipe Viana

Felipe Viana