Netflix pode ficar mais cara em breve, sugere analista


source
Netflix
Reprodução/Pixabay

Netflix pode ter assinatura mais cara em breve

A Netflix pode aumentar em breve o preço de sua assinatura, de acordo com o analista de mercado Alex Giaimo, da Jefferies. Em nota aos clientes, ele disse que o aumento é provavél no curto e médio prazo, mas pode não afetar o Brasil tão cedo. 

Alex analisou os balanços trimestrais da Netflix e percebeu uma mudança de tom por parte da empresa. “Após uma mudança na linguagem sobre os preços da chamada (do segundo trimestre), acreditamos que um aumento potencial é provável no curto a médio prazo”, disse ele. “No primeiro trimestre, a Netflix disse que ‘nem mesmo estava pensando em aumento de preços’, enquanto a linguagem no segundo trimestre era mais direta”.

O analista ainda afirma que uma mudança de um ou dois dólares nas mensalidades da América do Norte e Europa já poderiam gerar uma receita extra entre US$500 milhões e US$1 bilhão à Netflix. 

E a expectativa é justamente essa: de que o ajuste de preço sofra variações pequenas e atinja mercados específicos. Para Alex, o mais provável é que Europa , África e Oriente Médio vejam o preço da Netflix subir. No dia 20 de outubro, a empresa vai revelar o balanço do seu terceiro trimestre de 2020, que pode conter mais informações a respeito de possíveis alterações no valor das assinaturas.

Felipe Viana

Felipe Viana