STJ converte em preventiva prisão de empresário ligado a esquema de Witzel


source
josé
Reprodução

STJ converte em preventiva a prisão de empresário considerado o ‘homem do dinheiro’ na operação que afastou Witzel

O ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), transformou em preventiva a prisão de José Carlos de Melo, empresário conhecido como “homem do dinheiro”, que é apontado pela Procuradoria-Geral da República como um dos integrantes da organização criminosa que levou ao afastamento do governador do Rio,  Wilson Witzel.

José Carlos de Melo está preso desde a última segunda-feira (31), quando se entregou à Polícia Federal. O empresário chegou a ficar foragido por três dias, desde a prisão, em 28 de agosto, do Pastor Everaldo Pereira, presidente nacional do PSC, e de outras oito pessoas.

Melo e os outros presos foram citados na delação do ex-secretário de Saúde Edmar Santos. Segundo denúncias do MPF, o empresário seria chefe de um dos três grupos que disputavam poder e obtinham vantagens ilícitas dentro do governo do estado.

Cerco se fechando

Nesta sexta-feira (4), o ministro Benedito Gonçalves já havia convertido de temporária em preventiva a prisão de Pastor Everaldo. O ministro atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República.

Felipe Viana

Felipe Viana