Médica picada por cobra durante banho em cachoeira é transferida para São Paulo


source
médica picada por cobra em cachoeira
Reprodução

Dieynne Saugo estava se banhando em uma cachoeira em Mato Grosso e foi picada por uma serpente

Uma médica foi transferida de Cuiabá para o Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo,  após ser internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por ter sido picada por uma cobra jararaca enquanto estava na Cachoeira Serra Azul, localizada em Nobres, no Mato Grosso.

O animal venenoso teria despencado com a queda d’água da cachoeira e acertado Dieynne Saugo no rosto e no pescoço. A médica precisou ser transferida de avião na noite desta quinta-feira (3) porque os leitos dos hospitais em Cuiabá estão lotados por causa da pandemia do novo coronavírus.

A profissional de saúde precisou de transfusão de sangue nesta quinta-feira (3) e será submetida a uma cirurgia no braço nesta sexta-feira (4).

Os familiares de Saugo estão realizando uma vaquinha para pagar os custos da transferência e alegam que o plano de saúde não cobre as despesas com a internações foram de Mato Grosso .

As vias aéreas da médica estavam 70% comprometidas devido ao inchaço causado pelo veneno da cobra na região, e ela teve que passar por um procedimento que abriu um pouco a traqueia, chamado de traqueostomia.

Foram mais de três horas até que Dieynne conseguisse chegar a uma unidade de saúde para tomar soro, porque a cachoeira ficava a 150 km do hospital.

Felipe Viana

Felipe Viana