Por 11 a 1, STJ decide manter o afastamento de Witzel


source
Wilson Witzel
Eliane Carvalho

Witzel foi afastado do cargo de governador do Rio de Janeiro na última sexta-feira (28).

Em julgamento realizado na tarde desta quarta-feira (2), a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por 11 a 1, manter o afastamento de Wilson Witzel (PSC) do cargo de governador do Rio de Janeiro. A votação ainda está em andamento, mas, como o quórum qualificado de dois terços da corte foi atingido, a decisão está tomada.

O relator do caso, ministro Benedito Gonçalves, votou pela manutenção do afastamento. Além dele, os ministros Francisco Falcão, Og Fernandes, Luis Felipe Salomão, Mauro Campbell, Raul Araújo e Antonio Carlos e as ministras Laurita Vaz, Nancy Andrighi, Maria Thereza de Assis Moura e Isabel Gallotti também foram favoráveis ao afastamento.

O único magistrado que se posicionou contrário à manutenção do afastamento de Witzel foi o ministro Napoleão Nunes. Até o momento, 12 dos 15 ministros votaram, restando outros três, que deverão se posicionar nas próximas horas.

Witzel foi afastado do cargo de governador do Rio de Janeiro na última sexta-feira (28) por suspeitas de fraudes em contratos e compras na área da saúde durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2). O vice-governador, Cláudio Castro, assumiu o posto de forma temporária.

Felipe Viana

Felipe Viana