“Filha de homem poderoso” foi racista mais de uma vez com atendentes no Rio


source
filha de homem poderoso
reprodução / Twitter

Sem máscara durante pandemia, mulher xinga com palavrões homens que estão atrás de balcão

O funcionário de um quiosque localizado na orla do Leblon que foi alvo de racismo e compartilhou o caso nas redes sociais. Nas imagens, Julio Quintanilha é xingado por uma mulher branca que se diz “filha de homem poderoso” . O caso foi registrado na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância como injúria racial nesta quinta-feira (20). Mas essa não teria sido a primeira vez que a mulher, que não teve a identidade divulgada, foi racista contra ele e os colegas de trabalho.

O vídeo foi gravado em 25 de julho e mostra a segunda abordagem racista feita pela mesma mulher. A primeira teria acontecido no dia 20 de julho, com a cliente tentando furtar uma garrafa de cerveja do quiosque onde ele trabalha, em Ipanema. Ela o atacou com ofensas raciais.

“Antes de tudo começar, ela tinha visto a gente (funcionários do quiosque) ali e falou que se a mãe dela a visse conosco, ela ia tomar uma surra. Eu perguntei porquê. Ela falou: ‘Minha família é socialite, eu sou cineasta, meu pai é juiz’ “, contou Quintanilha ao G1 Rio de Janeiro.

Ela teria derrubado a mesa antes de ir embora e falou: “Seus pretos feios”. Na segunda vez que ela apareceu no quiosque, Julio e os colegas decidiram que não iriam atendê-la, o que rendeu a cena registrada em vídeo que circulou na internet.

Felipe Viana

Felipe Viana