Eleito novo comando do Conselho de Assistência Social do DF


.
Conselho é formado por 24 conselheiros titulares e seus respectivos suplentes | Foto: Sedes-DF

O Conselho de Assistência Social do Distrito Federal (CAS-DF) elegeu, nesta quinta-feira (20), a sua nova Mesa Diretora para o período de 2020/2021. A eleição foi realizada durante a 301ª Reunião Plenária Ordinária do colegiado. A diretoria passa a ser composta por: Maria Júlia Pereira, presidente eleita como representante dos trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (Suas), e a subsecretária de Assistência Social da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), Kariny Alves, como vice-presidente do colegiado. O mandato é por um ano, tendo previsão de novas eleições em agosto de 2021.

O CAS-DF é a instância distrital de formulação de estratégias e de controle da execução da política de assistência social, inclusive nos aspectos econômicos e financeiros. Entre as atribuições do Conselho de Assistência Social constam a deliberação sobre o planejamento local de assistência social, que deriva no Plano Distrital de Assistência Social; a fiscalização do Fundo de Assistência Social do Distrito Federal; o acompanhamento e a avaliação dos serviços prestados, em nível local, na área da assistência social; e a fiscalização dos órgãos públicos e privados componentes do sistema de assistência social, entre outras.

Para a presidente eleita do CAS-DF, o conselho tem o papel de fortalecer o Suas. “Cabe ao CAS fiscalizar todos os projetos de execução por parte da política de assistência social, como também regulamentar o trabalho de todas as entidades que ofertam serviços de assistência social no Distrito Federal”, explica Maria Júlia Pereira.

Já a vice-presidente eleita destaca que o CAS-DF tem uma atuação importante no controle da política de assistência social, principalmente neste período de pandemia de Covid-19. “É uma instância que monitora e avalia os serviços, programas e ações do Suas. E, neste momento, precisamos de respostas rápidas para dar conta da demanda crescente pela política, de forma a garantir os direitos da população mais vulnerável do DF”, defende Kariny Alves.

O conselho é formado por 24 conselheiros titulares e seus respectivos suplentes. As cadeiras do colegiado são distribuídas entre 12 representantes das secretarias do Governo do Distrito Federal e 12 membros da sociedade civil, dos quais quatro reservadas para os usuários, quatro para as entidades de classe e quatro para os trabalhadores.

 

* Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social

Fonte: Governo DF

Felipe Viana

Felipe Viana