Eduardo Bolsonaro era líder de grupo extremista criado por Bannon


source
Steve Bannon e Eduardo Bolsonaro
Reprodução/redes sociais

Steve Bannon e Eduardo Bolsonaro

Filho do presidente e deputado federal, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) integrava o The Movement, movimento de  extrema-direita criado por Steve Bannon, ex-assessor do presidente Donald Trump preso nesta quinta-feira (20) nos Estados Unidos.

Em fevereiro de 2019, Bannon anunciou Eduardo Bolsonaro como líder sul-americano do movimento. Na época, o filho do presidente Jair Bolsonaro afirmou ao jornal Folha de S. Paulo que estava “muito orgulhoso” com o convite.

“Trabalharemos com Bannon para resgatar a soberania de forças progressistas, globalistas e elitistas e para expandir o nacionalismo de bom senso para todos os cidadãos latino-americanos”, afirmou Eduardo em fevereiro de 2019.

The Movement tem a honra de dar as boas-vindas a Eduardo Bolsonaro como parceiro ilustre, e ao Brasil, como aliado-chave na região”, disse Bannon na época. “Nos unimos na busca por uma agenda nacionalista e populista de prosperidade e soberania para cidadão em todo o mundo”.

 “A atuação de Bannon na Europa é vital, e apoiamos os seus esforços contra o perigoso pacto global de migração”, afirmou Eduardo Bolsonaro na época sobre o movimento, que é contra o que chama de “globalismo” e a favor do nacionalismo populista.

Felipe Viana

Felipe Viana