Protagonista de “A Prima Sofia” foi investigada por prostituição de menores


source
Reprodução/Netflix

“A Prima Sofia”


O filme “A Prima Sofia”, produzido em 2019 pela Netflix, está fazendo sucesso no Brasil. Apesar de muita gente ter conhecido a atriz Zahia Dehar por causa da obra, ela já estampou as manchetes dos jornais por outro motivo. Em 2010, ela foi envolvida em uma investigação de prostituição de menores, na França.

Durante a Copa do Mundo da África do Sul, veio à tona uma investigação iniciada em Paris sobre um caso envolvendo a prostituição de garotas com menos de 18 anos — incluindo Zahia. Segundo a polícia local, a jovem teria se envolvido com o jogador de futebol Franck Ribéry que, na época, era um dos destaques da seleção do país.

Ribéry teria pago uma viagem para que Zahia fosse até Berlim. De acordo com as investigações, a atriz seria o presente de aniversário do atleta. Em entrevista à revista Paris Match, ela ironizou a situação: “Sou um belo presente, não?”.

As autoridades descobriram ainda que Karim Benzema, também integrante da seleção da França na época, havia se relacionado com a jovem em 2008, um ano antes de Ribéry, mas ambos os jogadores negaram as acusações. Zahia, no entanto, teria confirmado aos investigadores que as relações com os craques aconteceram, mas afirmou que não contou sua verdadeira idade.

Em janeiro de 2014, a Justiça francesa absolveu a dupla e retirou as acusações alegando falta de provas.

Fonte: IG GENTE

Felipe Viana

Felipe Viana