Comitê de Clubes prepara edital para novembro, mas não adianta valor


.

O Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) pretende lançar, em novembro, um edital para financiar a compra de equipamentos e materiais para atender projetos de formação esportiva com vistas ao próximo ciclo olímpico e paralímpico (2021 a 2024). Podem participar as instituições filiadas à entidade – ou seja, certificadas pela Secretaria Especial do Esporte (vinculada ao Ministério da Cidadania), com certidões regulares e aprovadas no processo de analise de capacidade técnica e operacional do CBC. O montante a ser oferecido no edital ainda não foi definido.

Os recursos da entidade são provenientes das loterias da Caixa Econômica Federal. A lei 12.395, de 2011, que modificou a Lei Pelé (9.615/98), incluiu o CBC como beneficiário de 0,5% dessa arrecadação, com destinação “única e exclusivamente para a formação de atletas olímpicos e paralímpicos”. A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) também deve pesar no valor do aporte financeiro do edital de novembro.

“É mais um impacto da pandemia. Tivemos uma queda na arrecadação das loterias. Evidentemente, as pessoas passam a ter outras prioridades. Esperamos que isso se recupere nos próximos meses. Vamos avaliar a quantidade de recursos e, junto de clubes e confederações, determinaremos as premissas [do edital]”, explicou vice-presidente de Formação de Atletas da entidade, Fernando Cruz, à Agência Brasil.

Segundo o vice-presidente, as diretrizes do chamamento das instituições interessadas a participar do edital serão acertadas durante o Seminário Nacional de Formação Esportivo. O encontro faz parte da programação do Congresso Brasileiro de Clubes, inicialmente marcado para o período de 30 de outubro a 2 de novembro deste ano, em Campinas (SP).

Em maio, o CBC antecipou a publicação de outro edital, no valor de R$ 130 milhões, direcionado à contratação e manutenção de profissionais e recursos humanos, também visando o ciclo dos Jogos de Paris (França), em 2024. A medida pretendia auxiliar clubes impactados pela redução de investimentos no esporte, causada pela crise pós-pandemia. Segundo Cruz, 36 instituições filiadas ao CBC participaram do chamamento. O edital também disponibilizou um acréscimo de 15%, sobre valores já executados nos esportes olímpicos, a clubes que estimulem o paradesporto.

“Esse recurso será alcançado pelos clubes ainda em 2020, em parcela única, para o próximo ciclo, de 2021 a 2024”, afirmou o vice-presidente. “Além de profissionais como preparador físico, auxiliar técnico ou fisioterapeuta, incluímos a possibilidade do clube contratar um técnico de desempenho, que auxiliará no acompanhamento dos resultados”, completou.

Competições

Além da compra de equipamentos esportivos e contratação de profissionais, o CBC financia a realização de competições nacionais interclubes, em parceria com ligas e confederações. Caso, por exemplo, da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB), que é promovida em parceria com a Liga Nacional de Basquete (LNB). Para 2020, a expectativa era que 38 modalidades fossem contempladas. A pandemia da covid-19, porém, fez com que a maior parte dos campeonatos fosse cancelada neste ano. 

Pinheiros - LDB - basquete Pinheiros - LDB - basquete

Time da base do Pinheiros comemora o título conquistado ano passado na Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB), promovida pelo CBC – Fotojump/ NBB/Direitos reservados

 

A instabilidade no controle da disseminação do vírus no país alterou os planos da entidade, que pretendia retomar, a partir de setembro, parte dos torneios. “Os diretores [do CBC] estão se reunindo diretamente com cada confederação pra definir o melhor momento do retorno, de acordo com especificidades de cada esporte”, informou o assessor de comunicação da entidade, Fernando Cruz. E acrescentou ainda que o CBC está  “cumprindo os protocolos e obedecendo às orientações do Ministério da Saúde; trabalhamos com a hipótese de executar, pelo menos, algo próximo da metade do objetivo inicial, de cerca de 270 eventos previstos [para o ano]”.

Uma das reuniões foi do CBC foi com a Confederação Brasileira de Tênis (CBT), no último dia 24. Segundo nota publicada no site do Comitê, a videoconferência tratou da “retomada do calendário do Campeonato [Brasileiro Interclubes] ainda neste ano (…), de forma segura e benéfica a todos, obedecendo as definições oficiais de cada estado e município”.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Felipe Viana

Felipe Viana