Proposta de PPP para o VLT na W3 é apresentada ao Conplan

Coleta de sugestões segue esforço da Seduh em promover debate prévio sobre temas que estarão na pauta do Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do DF
Ilustração
Para dar transparência e coletar sugestões, a proposta no âmbito de uma Parceria Público Privada (PPP) para implementação do Veículo Leve sobre Trilhos na Via W3 foi apresentada aos integrantes do Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal (Conplan). A 70ª reunião extraordinária do órgão colegiado ocorreu nesta quinta-feira (23), por meio de videoconferência.
A incorporação do VLT será feita no eixo W3 Norte, W3 Sul até o Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek. Para isso, duas premissas são consideradas: a de fortalecimento da mobilidade urbana e a de revitalização da via. Isso porque a implementação do modal prevê a integração com terminais rodoviários na ponta das duas asas e a requalificação urbana de becos, passagens e quadras nas imediações do VLT.
A apresentação do plano aos conselheiros do Conplan ocorre no âmbito de coleta de contribuições e segue a estratégia adotada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) de promover o amplo debate sobre temas que, posteriormente, estarão na pauta para análise e deliberação dos conselheiros. “É a hora de trabalharmos para aprimorar a proposta”, explicou o presidente do Conselho e titular da Seduh, Mateus Oliveira.
A audiência pública sobre a proposta ocorreu em 14 de abril e o prazo para envio de contribuições é até 30 de abril, por meio do endereço consultavlt@semob.df.gov.br.
A implementação do VLT já é integrada aos trabalhos elaborados pela Seduh, de acordo com a secretária executiva de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Giselle Moll. “A modernização do transporte é fundamental. O tema acompanha os estudos da Secretaria há, pelo menos, 20 anos. Inclusive o Plano de Preservação do Conjunto Urbano de Brasília (PPCub) considera o VLT na via W3”, disse.
A iniciativa de apresentação prévia dá condições de o Conplan se posicionar com ainda mais propriedade sobre os grandes planos para o território. “É muito bom para que possamos [discutir previamente] e dar contribuições para o desenvolvimento da cidade”, avaliou o representante do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do DF (CAU-DF), conselheiro Pedro Grillo.
Entre os questionamentos apresentados, os representantes da sociedade civil e do Poder Público buscaram entender melhor a viabilidade financeira do projeto orçada em R$ 2.061.456.361,24, a ser executado em três etapas.

Portal Cidades e Condomínios por Jornalista Paulo Melo 61 98225-4660 Sugestão de pauta: cidadesecondominios@gmail.com #Cidades #Condomínio #PauloMeloJornalista #CidadeseCondomínios

 

Paulo Melo

Paulo Melo

Paulo Melo é Jornalista, formado em Gestão Pública pela UCDB e em Gestão Empresarial e Controladoria na UNIPLAN, já cursou Ciência Política na UDF. Especialista em Marketing, editor chefe do portal Cidades & Condomínios, ex-coordenador geral do Movimento dos Comunicadores do Brasil - MCB e ex-presidente da Federação Nacional dos Comunicadores no Distrito Federal - FENACOM/DF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *