Evento reforça papel da comunicação para disseminar valores do Sicoob

Para fechar 2019, o Sicoob Confederação realizou mais uma edição do Comunicar, evento que reuniu em Brasília mais de 250 representantes das áreas de Marketing e Comunicação de cooperativas de todo o País

O evento celebrou as conquistas, indicou direcionamentos para o próximo ano e valorizou os projetos de fortalecimento do Sicoob como um sistema integrado, diferenciado das demais instituições financeiras por focar em valores mais humanos como Pertencimento, Cooperação, Justiça Financeira e Responsabilidade Social. Durante os dois dias foram apresentadas as principais ações realizadas pelas áreas de Marketing, Comunicação e TI, bem como as novidades das áreas de Seguros, Produtos e Serviços e o trabalho do Instituto e da Universidade.

Logo na abertura, Reposse Junior, diretor de Desenvolvimento e Supervisão do Sicoob Confederação, ressaltou a importância do trabalho de comunicação para o Sicoob atender a expectativa do Banco Central e fazer com que as cooperativas financeiras saiam dos atuais 8% de market share de crédito para 20% até 2022.
“Em 2019, entregamos dois pedidos antigos das cooperativas: uma campanha publicitária nacional e um patrocínio esportivo de peso”, comemorou. “O investimento no Brasileirão era um anseio antigo das cooperativas e expôs a marca Sicoob em circuito nacional. E deve ser repetida em 2020”, ressaltou Reposse. “Mas o mais importante é que foram duas ações feitas em conjunto, com a aprovação e colaboração de todas as centrais”.
Já a campanha Somos Feitos de Valores, que está no ar desde o início de novembro, divulga de Norte a Sul do Brasil o verdadeiro DNA do Sicoob por meio de peças em TVs aberta e fechada, rádios e redes sociais. Marcelo Vieira, executivo de Comunicação e Marketing do Sicoob Confederação, resumiu o objetivo: “queremos criar uma identidade de marca em todo o Brasil, fortalecendo os princípios e os valores da Instituição, pois são eles que diferenciam o Sicoob dos bancos. Vamos mais longe ao fazer de forma colaborativa e compartilhada”. Estes valores – tão almejados por todos atualmente – estão na essência do cooperativismo desde sempre e foram o tema do evento, permeando o discurso e os exemplos dos palestrantes.
Vieira também apresentou as principais diretrizes do planejamento estratégico para 2020, buscando preparar os profissionais para este novo momento do mercado. Ações de exposição da marca também foram destaque pelo incremento de seguidores nas redes sociais. Em relação a 2018, foram 162% a mais no Facebook, 328% no Instagram, e 259% no LinkedIn, rede que já soma 216 mil seguidores e reforça o Sicoob como marca empregadora, com seus 45 mil funcionários. Para 2020, o Youtube ganhará ainda mais atenção, com vídeos que agreguem valor para a vida das pessoas e não apenas façam propaganda ou falem de produtos e serviços. Para facilitar a produção de vídeos, a Confederação estruturou um estúdio com três cenários.
A comunicação também fez parte da fala de Tatiana Matos, superintendente de Educação Corporativa do Sicoob Universidade: “Precisamos reposicionar nossos comportamentos para que consigamos criar nossa identidade sistêmica e representarmos bem nossa marca e isso só se faz com a conexão entre educação e comunicação. A comunicação está na essência das pessoas, e como somos uma sociedade de pessoas, temos que usar a comunicação como fio condutor para incentivar nossa cultura sistêmica onde todos trabalham por todos”. 
Inovações
Um dos resultados do esforço coordenado para ampliar a exposição da marca pode ser percebido pelo app Faça Parte, que triplicou o número de downloads em 2019. O aplicativo, inclusive, já respondeu pela adesão de 30 mil novos cooperados, lembrou Angelo Curbani, superintendente de Soluções Corporativas do Sicoob. “Este é um exemplo do potencial do Sicoob enquanto instituição e uma forte marca perante ao mercado. Temos um modelo consolidado do “olho no olho” de relacionamento com nossos cooperados, agora com soluções digitais de relacionamento temos ainda mais capacidade de fomentar o Sicoob como uma efetiva alternativa as instituições financeiras tradicionais”.
Para Márcio Alexandre, responsável pela Governança de TI da Confederação, “é preciso atuar com equilíbrio entre o analógico e o digital. Os clientes não querem mais esperar. Tudo é imediato e a sociedade vem sendo transformada pela cultura digital”. Márcio trouxe números que demonstram que o Sicoob está caminhando neste sentido: “desde julho de 2014, os canais digitais já estão na primeira escolha dos cooperados”. 
Em sua palestra, Edson Junior, Superintendente de Tecnologia do Sicoob Confederação, destacou que 2019 representou a maioridade de uma ação sistêmica pioneira: a implantação do SISBR. “Lançado em setembro de 2001, este sistema único foi pioneiro no cooperativismo e deu agilidade e robustez à nossa operação”. Antes da implantação do SISBR eram 40 sistemas diferentes e sua criação, com 5 módulos, representa muito mais do que somente um sistema operacional. Este exemplo de inovação faz parte da jornada de transformação digital do Sicoob que incluiu ainda o lançamento do mobile em 2011. É esperado que este canal se torne em 2020 o principal canal de transações dos cooperados. Entre outras inovações de TI destacadas no evento estão a biometria, o saque digital e a plataforma de pagamentos instantâneos, SicoobPay. 
Outro desejo antigo das cooperativas foi o lançamento de um projeto focado em sound branding, que se materializou em 2019 com a Rádio Sicoob, padronizando o som nas agências e que pode ser acessada gratuitamente em sicoob.com.br/radio. E o novo aplicativo, Sicoob Moob, promete melhorar ainda mais a comunicação com os cooperados: possui áreas que serão alimentadas por cada cooperativa localmente e vai permitir, inclusive, a realização de pesquisas e votações, acesso a comunidade de negócios e, brevemente, a funcionalidade de transmissão ao vivo de assembleias e palestras.
A comunicação e os valores do sistema perpassaram a palestra de Valeska Oliveira, gerente de desenvolvimento de investimentos e previdência do Bancoob: “O Sicoob oferece valor e propósito em cada produto e serviço que oferta e este trabalho precisa vir acompanhado da comunicação”. Para ela, neste cenário de extrema competição, para atrair e manter as pessoas no Sistema, a Comunicação e Marketing são primordiais. “Os produtos trazem competitividade para as cooperativas. Já a comunicação faz a pessoa enxergar a marca. Ambos têm que andar juntos”.
A participante Roberta Carvalho, gerente geral do Sicoob Servidores, do Rio de Janeiro, se surpreendeu com as novidades trazidas pela especialista em endomarketing, Analisa Brum. “Precisamos aprimorar nossa comunicação interna e manter o discurso alinhado para que nossos próprios colaboradores entendam que não somos um banco e disseminem isso”, disse ao lembrar também que irá levar para a cooperativa a importância de todos entenderem os valores do Sistema. Ela também foi sensibilizada com o movimento Somos Coop, apresentado pela gerente de Comunicação da OCB, Daniela Lemke, e pretende transmitir e engajar os 32 colaboradores da cooperativa neste projeto, por meio de ações de comunicação interna.
O Carimbo Somos Coop já tem a adesão do Sistema Sicoob e, para Daniela, o movimento está apenas começando, mas brevemente vai ganhar o Brasil com mais cooperativas de todos os ramos adotando o carimbo. “Nós somos grandes e temos valores tão atuais, que todos estão buscando. Só precisamos divulgar mais porque as pessoas fazem escolhas conscientes e só vão escolher e privilegiar os produtos e serviços das cooperativas, se nos conhecerem”. Em sua palestra, Luiz Edson Feltrim, superintendente do Instituto Sicoob, reforçou esta visão ao dizer que as novas gerações – principalmente os Millenials – procuram marcas com propósito e o Sicoob já tem isso. “Com nossa atuação geramos um círculo virtuoso porque promovemos desenvolvimento econômico e social localmente”. 
Na avaliação de um dos participantes, o diretor Administrativo da Cooperplan, Hacmony Amaro, o Sicoob demonstrou que está entregando o que foi planejado e que está melhorando os feedbacks para as cooperativas. “Se não fizer isso, as pessoas vão perdendo o engajamento”.
Entre outras entregas, o Sicoob Confederação deu novas diretrizes em relação ao Guia de uso das marcas, apresentou uma cartilha de orientação para patrocínios, um regulamento de conduta para uso de redes sociais e um novo portfólio de produtos para serem usados pelas cooperativas. De acordo com Marcelo Vieira, “o padrão visual das PA’s, o atendimento atencioso e um discurso alinhado vão garantir uma percepção mais assertiva dos nossos valores”. 

Portal Cidades e Condomínios por Jornalista Paulo Melo 61 98225-4660 Sugestão de pauta: cidadesecondominios@gmail.com #Cidades #Condomínio #PauloMeloJornalista #CidadeseCondomínios

Colibri Comunicação

Colibri Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *