Deputado classifica como “absurda” a tentativa da ANEEL de tarifar a produção de energia solar no país

Resultado de imagem para energia solar

Líder do Podemos cobra fim do “tarifaço” da ANEEL sobre energia solar e anuncia pedido de convocação do Ministro de Minas e Energia à Câmara

Resultado de imagem para tarifaço
O líder do Podemos na Câmara, deputado federal José Nelto (GO), classifica como “absurda” a tentativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) de tarifar a produção de energia solar no país. Nelto confirmou que irá pedir a convocação do ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, e apresentará um pedido para realização de audiência pública com a presença do Diretor-Geral da ANEEL. 

O parlamentar cobra das autoridades a desistência do “tarifaço” sobre energia solar.

“É inadmissível o que está acontecendo. O governo estimulou que as famílias fizessem investimentos nessa área. Agora, a ANEEL vem e muda as regras do jogo. Nós não vamos aceitar. Chega de meter a mão no bolso do consumidor”, protesta Nelto.

Na última terça-feira (15), a ANEEL lançou uma consulta pública que pretende aumentar os custos para quem produz sua própria energia. A energia excedente gerada por uma unidade consumidora pode ser injetada na rede de distribuição para, posteriormente, ser utilizada. Entretanto, segundo a agência reguladora, os custos do uso dessa rede (distribuição e transmissão) e encargos na conta de luz, hoje, não são cobrados dessas unidades geradoras.

Para Nelto, a medida vai reduzir o interesse pela produção residencial de energia limpa, além de comprometer o retorno dos investimentos já realizados. O parlamentar aponta os benefícios ao meio ambiente e a geração de empregos proporcionada pelo setor.

Segundo dados da Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA), a área de energia solar alcançou a marca de 3,4 milhões de empregos no mundo, em 2018. China, Brasil, Estados Unidos, Índia, Alemanha e Japão são os maiores empregadores do mercado de energia renovável.

O custo para instalação de painéis solares residenciais varia entre R$ 15 mil e R$ 30mil para casas médias, com 3 a 5 moradores. O tempo médio para retorno do investimento varia entre 4 e 6 anos.

A consulta pública da ANEEL vai até o dia 30 de novembro.

Resultado de imagem para energia solar

Portal Cidades e Condomínios por Jornalista Paulo Melo 61 98225-4660 Sugestão de pauta: cidadesecondominios@gmail.com #Cidades #Condomínio #PauloMeloJornalista #CidadeseCondomínios