Distrital defende investimento na atenção primária para resolver crise na saúde

O deputado Agaciel Maia (PL) defendeu na sessão ordinária da Câmara Legislativa do Distrito Federal desta terça-feira (6) a contratação de dois mil agentes comunitários e de 200 médicos para cobrir toda a atenção primária por meio de equipes de médico da família. Segundo ele, a medida resolve a crise na saúde pública, desafogando os hospitais

De acordo com Agaciel, o custo das contratações é estimado em R$ 350 millhões e a maior parte é custeada pelo governo federal. O parlamentar também sugeriu a realização de convênios com hospitais e clínicas privadas, que estão ociosos por causa da crise econômica, para realização de exames e outros procedimentos, atendendo demanda reprimida da rede pública de saúde.

O deputado Jorge Vianna (Podemos) apoiou as sugestões do colega e defendeu a valorização do Sistema Único de Saúde (SUS). O parlamentar disse que participou ontem de uma grande marcha em defesa do SUS, apontado por ele como "o melhor plano de saúde do mundo". Vianna lamentou que os gestores não estejam conseguindo gerir o SUS e acrescentou que eles devem ouvir a população e os usuários. Ele também destacou a importância da valorização dos servidores, que enfrentam a falta de condições de trabalho. 

Jorge Vianna ainda chamou a atenção para a baixa execução de emendas parlamentares na área da saúde. Citou, por exemplo, necessidades de investimentos no Hemocentro. Ele sugeriu uma força-tarefa para elaborar os projetos técnicos que permitam dar encaminhamento às sugestões dos deputados distritais inseridas no Orçamento do DF. "Corremos o risco de ver dinheiro sendo devolvido por falta de capacidade de executar as obras que são necessárias", resumiu.

Ele também salientou a urgência de aquisição de macas reservas para o Samu. "Chegamos à situação de constatar 17 veículos do Samu sem poder atender chamados devido à falta de macas, que ficaram retidas nos hospitais, porque nas unidades não havia leitos para receber os pacientes", comentou.

SUS - O deputado Chico Vigilante (PT) também elogiou a marcha em defesa do SUS, que segundo ele contou com a participação de mais de seis mil delegados da 16ª Conferência Nacional da Saúde. "Foi um ato lindo de homens e mulheres preocupados com a qualidade e a melhoria da qualidade da saúde pública", analisou.

A deputada Arlete Sampaio (PT) destacou a importância da Conferência Nacional de Saúde para analisar a situação da saúde pública no Brasil. Para ela, o evento é importante para apontar quem defende o SUS e quem é contra. Segundo Arlete, desde o governo Temer o SUS está sofrendo com precarização e o atual governo fala abertamente em acabar com o sistema.

Portal Cidades e Condomínios por Jornalista Paulo Melo 61 98225-4660 Sugestão de pauta: cidadesecondominios@gmail.com #Cidades #Condomínio #PauloMeloJornalista #CidadeseCondomínios