Bate-papo com o síndico Edvaldo Brito

Na 36° edição da série de entrevistas intitulada de BATE-PAPO COM SINDICO, conversamos com o Edvaldo Brito, ele é Jornalista, Administrador de Empresas e Síndico em três condomínios, são eles, Condomínio do Edifício Via Centralle, Condomínio Portal Solar e Condomínio Convivência em Taguatinga-DF. Veja abaixo as respostas de Edvaldo Brito, um gestor por excelência ao portal Cidades & Condomínios

1-) Porque decidiu ser Síndico?
Não decidi, decidiram por mim. O condomínio em que eu morava há 11 anos era muito desorganizado e ao tentar vender o apartamento para morar em um lugar mais disciplinado descobri que o imóvel estava desvalorizado.  Apesar de ter feito uma bela reforma para valorizar o apartamento, a parte externa (fachada e áreas comuns), descuidada pelo sindico em exercício, desvalorizava o imóvel. Reunimos-nos, eu e outros condôminos insatisfeitos, para melhorar o aspecto e a ordem externa do condomínio. O sindico foi escolhido em sorteio, retirando os nomes de uma cumbuca. Fui premiado.

2-) Como conciliar suas atividades, mais a de Síndico?
Tenho algumas regras de privacidade, fundamentadas na Lei de Condomínio e nos Regimentos Internos e Convenções. Atendo com hora marcada e pré-agendada no escritório do condomínio. Tenho um dia por semana para trabalhar cada com cada condomínio.

3-) Como é ser Síndico?
Com o tempo e a experiência está ficando mais fácil. Já passei por diversas situações de conflito que, no fim das contas, contribuíram com minha formação. Descobri que para não ter problemas nessa área os segredos são:  não “inventar nada” e nem tentar “descobrir a roda”; ler bastante e se manter atualizado com a legislação pertinente; evitar o contato pessoal e formal quando for tratar de assuntos críticos, DOCUMENTANDO tudo com as pessoas que tem contato; basear todas as atitudes em Leis, Regras Regimentais e Convencionais e decisões de assembleia.

4-) Quando assumiu quais os problemas encontrados?
No condomínio onde moro atualmente, fachada destruída, normas de respeito ao silêncio e ao sossego desprezadas, conflitos por conta de criação de animais, conflitos por conta de crianças,  moradores inquilinos com problemas na justiça, apartamentos utilizados como republica, invasão de vagas de garagem, excesso de gastos, fofocas entre funcionários e moradores.

5-) O que representava o maior problema?
Conflitos por conta de criação de animais domésticos. O condomínio tinha um acordo aprovado pelos proprietários de que não seria permitida a presença nem criação de animais. Esse acordo era porque o prédio tem uma área comum de circulação muito pequena, e a presença de animais incomodava a todos pelos latidos e mau cheiro.

6-) Deixe uma mensagem de otimismo para os seus colegas Síndicos?
Já que sempre vai existir alguém que vai colocar em dúvida o seu idealismo e duvidar que sua motivação seja apenas colaborar com sua comunidade, não seja nem idealista e nem colaborador. SEJA PROFISSIONAL.


Portal Cidades e Condomínios por Jornalista Paulo Melo 61 98225-4660 Sugestão de pauta: cidadesecondominios@gmail.com #Cidades #Condomínio #PauloMeloJornalista #CidadeseCondomínios