Empresa transforma franqueados em gestores de prédios

Marcelo Duarte é o fundador da Eu Amo Condomínios, que transforma franqueados em gestores dos prédios

Marcelo Duarte, cofundador da Eu Amo Condomínios (Foto: Divulgação)
Quando tinha 19 anos, Marcelo Duarte ajudava o pai, síndico do condomínio em que morava, a cuidar das contas do local. Ele datilografava todos os boletos dos moradores e começou a gostar da área. Em 2017, mais de 20 anos depois, ele abriu a Eu Amo Condomínio, uma empresa que busca ajudar os síndicos a gerenciar o condomínio por meio de um aplicativo. Em 2018, o negócio faturou R$ 600 mil. 

Antes da Eu Amo Condomínios, entretanto, Duarte já tinha entrado na área. Aos 24 anos, com uma máquina de escrever apenas, ele abriu a Sistema de Gestão Condominial (Sigecon). Sua sócia era a então namorada – e agora esposa – Luciana Duarte. “Era tudo muito amador”, reconhece o empreendedor

Mesmo sem ter apoio nenhum dentro do mercado, o casal investiu tudo o que tinha na empresa. E as coisas deram muito certo. Com o reconhecimento, em 2009, eles registraram a empresa na Associação Brasileira de Franchising (ABF). “Fomos a primeira franquia de condomínios registrada por eles”, diz Duarte.

Além disso, a Sigecon chegou até em Portugal, em parceria com uma franqueadora portuguesa.

Mas em 2014 as coisas saíram do rumo. Duarte e Luciana perceberam que, com as franquias, eles começaram a perder o controle sobre a empresa. “`Percebemos que nossos princípios e valores não estavam mais de acordo com o que acontecia no negócio”, diz o empreendedor. 

Nos três anos seguintes, o casal ficou em busca de novas soluções. Acreditando no negócio, eles decidiram continuar investindo no mercado de condomínios. Em 2017, foi criada a Eu Amo Condomínios. 

O modelo de negócios também mudou. Há três partes envolvidas na administração dos prédios da Eu Amo Condomínios: a franqueadora, que criou uma estrutura de back office para auxiliar no atendimento às demandas dos moradores; o franqueado, que trabalha em casa e pode administrar vários condomínios ao mesmo tempo, visitando-os com frequência; e um síndico, que atua de forma mais próxima aos prédios. Na maioria dos casos, este último vive no condomínio. 

Para os síndicos e moradores, também foi desenvolvido um aplicativo, que facilita o contato entre os dois. O serviço também auxilia na abertura de portões e no agendamento de serviços de lavanderias, petshops e podólogos parceiros da empresa. Esses profissionais podem atender os moradores em casa. "Queremos que os condôminos se sintam como hóspedes", afirma Duarte.

Hoje, a Eu Amo Condomínios atende 30 conjuntos residenciais, todos na região do Vale do Paraíba, em São Paulo. Além disso, há franqueados em Curitiba (PR) e Santos (SP).

Com informações da Revista PEGN.

Portal Cidades e Condomínios por Jornalista Paulo Melo 61 98225-4660 Sugestão de pauta: cidadesecondominios@gmail.com #Cidades #Condomínio #PauloMeloJornalista #CidadeseCondomínios