Bate-papo com a síndica Alyne Anne Soares de Oliveira

Na 19° edição da série de entrevistas intitulada de BATE-PAPO COM SINDICO, conversamos com a Policial Civil e Síndica do Condomínio Estação Atlântico Norte em Olinda-PE, Alyne Anne Soares de Oliveira, veja abaixo as respostas dessa competente síndica ao nosso portal


1-) Porque decidiu ser Síndica?

Ao longo do tempo (4 anos que o condomínio existe ) , percebi o descaso das gestões anteriores, deixando desta forma o empreendimento desorganizado e sem manutenção, desvalorizando o mesmo, tornando o ambiente desagradável e inseguro aos moradores.


2-) Como conciliar suas atividades, mais a de Síndica?
Nos primeiros meses foi bem trabalhoso , porém após o alinhamento da equipe, da sub Sindica e dos conselheiros, se tornou mais tranquilo com o passar do tempo .

3-) Como é ser Síndica?
O mais difícil é aprender a dizer não , pois as pessoas querem estar sempre certas, mesmo infringindo as normas . O síndico tem que ter paciência para mediar os constantes conflitos.

4-) Quando assumiu quais os problemas encontrados?
Funcionários desqualificados, gerente sem preparo e administradora incompetente.

5-) O que representava o maior problema?
O gerente e administradora, tornando quase impossível uma boa gestão."Além desses problemas, verifiquei a falta de união entre os vizinhos. Muitos não se conheciam e não faziam um esforço para conhecer mais as pessoas, as quais, estão a um passo da nossa porta. Então, comecei a fazer encontros mensais e festas como luau , Páscoa , São João , dia das mães , com o objetivo de unir essas pessoas, e, para a minha felicidade, o resultado foi surpreendente. Hoje, posso afirmar, que somos a Família Atlântico Norte!"

6-) Deixe uma mensagem de otimismo para os seus colegas Síndicos?
Aprendam a dizer não, para futuramente receber elogios . Nunca desistam, pois o trabalho bem feito sempre será gratificante .

Portal Cidades e Condomínios por Jornalista Paulo Melo 61 98225-4660 Sugestão de pauta: cidadesecondominios@gmail.com #Cidades #Condomínio #PauloMeloJornalista #CidadeseCondomínios