Bate-papo com o síndico Vital Xavier de Lima Filho

Na 13° edição da série de entrevistas intitulada de BATE-PAPO COM SINDICO, conversamos com o Tecnólogo em redes de Computadores, síndico no condomínio do edifício Monte Carlo em Taguatinga-DF, Vital Xavier de Lima Filho, veja abaixo as respostas desse competente síndico ao nosso portal


1-) Porque decidiu ser Síndico?

Como a sindica anterior estava a entregar o condomínio, após 26 anos como síndica orgânica, e não havia ninguém realmente interessado na continuidade da boa gestão do condomínio, tão pouco um responsável que conhecia o condomínio para tomar posse da vaga de síndico, me procuraram e acabaram me convencendo a pegar o condomínio, pois estavam preocupados com a futura gestão condominial, onde se colocassem qualquer um, podia o condomínio que tanto lutamos para deixar em boas condições, ficar ‘entregue as baratas’, com isso fui interessando pelo condomínio, também preocupado com o condomínio decidi me candidatar a síndico, com a confiança de boa parte do condomínio me elegeram síndico e ainda estou síndico. Primeira gestão, porém não sei se será a última, acredito que ainda tenha muito a contribuir com o condomínio.

2-) Como conciliar suas atividades, mais a de Síndico?
Sou MEI, e portanto faço o meus horários, com isso minha agenda diária contempla a fazeres do condomínio e dos serviços não ligados ao condomínio, meus serviços e atividades particulares.

3-) Como é ser Síndico?
Ser síndico não é nada fácil, saber que é responsável por lidar com um bem que tem diversos proprietários e que estes lhe confiam essa função pesa um pouco, ser cobrado por tudo, poder ser procurado a qualquer momento por diversos motivos, decidir o que será melhor fazer em determinada situação, há momentos que fica cansativo, mas saber que faço o meu melhor sempre e que não vejo reprovação pelos moradores é gratificante. A complexidade exigida na administração condominial nos dias atuais não é para qualquer um, tem que ter sangue frio, ser paciente e tolerante, saber lidar com as pessoas, com as diversas situações que encontramos pela frente, como mediar conflitos, e contudo sempre manter o bom relacionamento com os moradores.

4-) Quando assumiu quais os problemas encontrados?
Convenção e regimento desatualizado, caixa zerado, gastos com água e luz altos, inadimplências, manutenção em geral precária, sistema de incêndio e pânico em mal funcionamento desatualizado e fora dos padrões exigidos pelo CBMDF, falta de documentação condominial pertinentes a edificação dentre outras coisas.

5-) O que representava o maior problema?
Acredito que o maior problema era o sistema de incêndio e pânico precário.

6-) Deixe uma mensagem de otimismo para os seus colegas Síndicos?
Sei que se está sindico por algum motivo, e espero que tenha as melhores intenções sempre, e que as dificuldades não os deixem desistir dessa luta constante que é a administração condominial, tenham orgulho de ser síndico, façam o melhor, busquem o melhor para todos os envolvidos no condomínio, e que tenham a consciência que fizeram o seu melhor.

Portal Cidades e Condomínios por Jornalista Paulo Melo 61 99807-2015