Ações judiciais por falta de pagamento de condomínio tem alta de 24,8% em 2018

Somente em março deste ano foram registrados em média 37 casos por dia


Foto: Rafael Neddermeyer.
A cidade de São Paulo registrou uma alta de 24,8% no número de ações judiciais por falta de pagamento de condomínio no primeiro trimestre deste ano, se comparado ao mesmo período do ano passado.

De acordo com levantamento realizado pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação) no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, e divulgado nesta segunda-feira (7) somente no mês de março foram ajuizadas 1.155 ações, cerca de 37 ações por dia no município.

No acumulado de janeiro a março deste ano, foram protocoladas 2.665 ações, quando no mesmo período do ano anterior foram 2.136 casos.

Na comparação de março deste ano com o mesmo mês de 2017 houve redução de 1,8%. Foram 1.155 neste ano e 1.177 ações judiciais por falta de pagamento no ano passado. Entretanto, na comparação com fevereiro (822 casos), o aumento foi de 40,5%.






Gráfico mostra dados sobre as ações judiciais
Foto: Reprodução/Secovi-SP

"O acordo é vantajoso para as duas partes - condomínio e condômino. Uma ação de cobrança na Justiça pode levar vários anos para ser resolvida", afirmou Hubert Gebara, vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Secovi.
 
Fonte: Jornal Destak.

Portal Cidades e Condomínios por Jornalista Paulo Melo 61 99807-2015