Soluções e dicas para administração de um condomínio

Veja as dicas do portal Cidades & Condomínios


1. Segurança - O síndico deve checar as credenciais da empresa de segurança, conferir a eficácia de alarmes, câmeras e portões. 


2. Organização - Ele pode manter uma “check-list” pautada por datas de vencimento. Assim, controla prazos, férias de funcionários, recarga de extintores etc. 

3. Hora certa - O ideal é não aceitar reclamações verbais nos corredores ou em casa. Ele pode criar um horário de atendimento, como na manhã de sábado. 

4. Inadimplência - Se for preciso, ele pode entrar na Justiça para cobrar a dívida dos condôminos que não pagam suas contas em dia. 

5. Sacada - Objetos jogados ou derrubados acidentalmente (vasos) são problemas frequentes. Se o responsável não for identificado, o síndico responde pelos danos. 

6. Reuniões - Ele deve avisar a data das reuniões com antecedência enviando cartas ou colando avisos nas áreas comuns. 

7. Crianças - Brigas ou atos de vandalismo devem ser combatidos pelo síndico, que pode marcar reuniões com os pais para discutir os atos dos filhos. 

8. Cigarro - Segundo a lei de 2011, é proibido fumar em áreas como hall e jardins. Quando a fumaça vem do vizinho, o síndico pode intervir para melhorar a situação.

9. Sustentabilidade - Ele pode propor soluções para reduzir o consumo de água e luz, além de iniciativas como coleta seletiva, compostagem e recolhimento de lixo eletrônico.l

10. Cães - A maioria dos condomínios permite animais “desde que não incomodem os vizinhos”. O síndico pode elaborar regras e submetê-las à assembleia.

11. Contas - Transparência é tudo. Ele deve publicar mensalmente os balancetes contendo despesas, receitas, dívidas e saldos do condomínio.

12. Brigas - Acusações de calúnia e injúria são comuns entre vizinhos. Antes da ida para o tribunal, o síndico pode tentar conciliar as partes.

13. Barulho - A maioria estipula o horário entre 22h e 8h como período de silêncio. Cabe ao síndico repreender os baladeiros e aplicar multas.

14. Documentos - É dever cuidar da situação legal, como a atualização do CNPJ na Receita. Os papéis também merecem atenção: por ano, são gerados mil novos documentos.

15. Canos - Se for vazamento de um apartamento, o morador deve ser alertado para resolver o problema com agilidade.

16. Diálogo - É bom ter um canal de comunicação com os moradores. Vale manter um site, lista de transmissão do WhatsAPP, fixar recados no elevador e até o tradicional livro de críticas e sugestões.

17. Reformas - Os moradores devem informar a realização de obras significativas, como a remoção de paredes, com declaração assinada por um engenheiro ou técnico.

18. Carros - Ele deve advertir o morador em caso de vazamento de óleo, por exemplo. O sorteio das vagas também deve ser comandado por ele.

Portal Cidades e Condomínios por Jornalista Paulo Melo 61 98497-2015