quinta-feira, 1 de junho de 2017

Instituição social reabre espaço atingido por temporal em Samambaia

Destruição ocorreu em outubro, e reconstrução foi possível com a ajuda de parceiros. Cerimônia ocorreu nesta quinta-feira (1º). Casa Azul Felipe Augusto atende cerca de 1,9 mil crianças, jovens e adolescentes

Atingida pelo temporal que causou destruições em Samambaia em outubro do ano passado, a Casa Azul Felipe Augusto reinaugurou nesta quinta-feira (1°) o espaço de formação e convivência dos jovens atendidos na sede da unidade. Foto: Tony Winston.

Atingida pelo temporal que causou destruições em Samambaia em outubro do ano passado, a Casa Azul Felipe Augusto reinaugurou nesta quinta-feira (1°) o espaço de formação e convivência dos jovens atendidos na sede da unidade.

A reconstrução da área da organização não governamental foi possível com a ajuda de parceiros, a exemplo do governo de Brasília, que atuou em força-tarefa na região logo após o ocorrido. Quem ajudou foi homenageado com placas e certificados em cerimônia na manhã de hoje.

“Esses momentos de dificuldade podem potencializar essa capacidade de rede, de solidariedade, e o resultado está aí: a Casa Azul reerguida, mais forte e com mais amigos. A gente fica feliz de poder ter participado disso”, destacou a colaboradora do governo Márcia Rollemberg, agraciada com uma das placas.

As secretarias de Justiça e Cidadania e do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, além das forças de segurança pública ganharam placas em homenagem e agradecimento pelo apoio na reconstrução do espaço.
“Esses momentos de dificuldade podem potencializar essa capacidade de rede, de solidariedade, e o resultado está aí: a Casa Azul reerguida, mais forte e com mais amigos. A gente fica feliz de poder ter participado disso”Márcia Rollemberg, colaboradora do governo de Brasília

Em discurso, a presidente da Casa Azul, Daise Lourenço Moisés, relembrou a noite do ocorrido. “Não foram apenas as instalações que tinham sido destruídas, foram sonhos de anos, não só os meus, mas os de milhares de adolescentes e jovens que eram atendidos no espaço”, disse.

A Casa Azul Felipe Augusto existe desde 1989 e atende 1,9 mil crianças, jovens e adolescentes no contraturno escolar. Assiste ainda cerca de 1,7 mil famílias com capacitação e apoio psicossocial.

A unidade tem termo de colaboração com o governo de Brasília e, de acordo com a pasta de Desenvolvimento Social, recebe verba para atender 1.450 crianças e adolescentes no serviço de convivência e fortalecimento de vínculos.
Tempestade com ventos de 60 quilômetros por hora

Os ventos que destelharam cerca de mil casas em Samambaia na madrugada de 20 de outubro de 2016 chegaram à velocidade de 60 quilômetros por hora (km/h) e intensidade 7 na escala Beaufort de classificação, que varia de 52 a 61 km/h nessa categoria.

A ação integrada do governo de Brasília para atendimento às vítimas do temporal foi coordenada pela Secretaria das Cidades e contou com o apoio de diversos órgãos.

Telhas, cimento, mantimentos, legumes, verduras, cestas básicas e roupas foram alguns dos materiais entregues às vítimas do fenômeno, tanto pelo governo quanto por voluntários, sociedade e entidades.

Cidades e Condomínios por Celso Eduardo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Últimas