terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Manifestação contra aumento de passagens ocorreu de forma pacífica

Cerca de 200 pessoas seguiram da Rodoviária do Plano Piloto à W3 Sul. Efetivos da PM e do Corpo de Bombeiros garantiram segurança do ato

Cerca de 200 pessoas seguiram da Rodoviária do Plano Piloto à W3 Sul. Efetivos da PM e do Corpo de Bombeiros garantiram segurança do ato. Foto: Pedro Ventura.
Diferentemente do que foi informado, eram cerca de 200 – não 600 – os manifestantes que participaram do ato contra aumento de passagens, segundo a Polícia Militar do DF.

A manifestação contra o aumento das passagens no transporte público do Distrito Federal, que ocorreu na tarde desta segunda-feira (2), terminou sem registros policiais. Cerca de 200 pessoas se reuniram na Rodoviária do Plano Piloto, de onde seguiram até a W3 Sul.

Depois, os manifestantes retornaram à rodoviária, onde começaram a se dispersar por volta das 20 horas. Não houve confronto com a polícia ou registro de vandalismo. “Tudo ocorreu de forma tranquila. Os policiais procederam normalmente e fizeram o acompanhamento”, relatou o coronel Leonardo Sant’Anna, subsecretário de Integração e Operações da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social.

O efetivo empregado para garantir a segurança da população durante o ato foi de 220 homens da Polícia Militar e 25 membros do Corpo de Bombeiros Militar do DF. Foi também empregado apoio aéreo do Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF).

O aumento no transporte público, anunciado na semana passada pelo governo, começou a valer hoje. De acordo com a Secretaria de Mobilidade, o reajuste é necessário para acompanhar a elevação de custos do sistema, manter as gratuidades para estudantes e pessoas com deficiência e compensar os quase dez anos de congelamento da tarifa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Últimas